Notícia: Calçadas serão recuperadas e adaptadas com acessibilidade até agosto de 2014

Saiu no Diário de Pernambuco, em 9 de maio de 2013:

Administração vai investir R$ 60 milhões na melhoria dos passeios públicos. Foto: Roberto Ramos/DP/D.A Press
Administração vai investir R$ 60 milhões na melhoria dos passeios públicos. Foto: Roberto Ramos/DP/D.A Press

Em noventa dias, o Recife se tornará um canteiro de obras para revitalização e readequação de calçadas e canteiros. Foi lançado, nesta quinta-feira (09), o edital de licitação para a contratação da empresa responsável pela obra. O prazo é de três meses. Após esse período, o prefeito Geraldo Julio assinará a Ordem de Serviço para início das melhorias.

A empresa contratada terá um ano para recuperar 300 mil metros quadrados de calçadas nos entornos de prédios públicos, parques, praças e canais da capital, incluindo a implementação de dispositivos de acessibilidade para deficientes. Ao todo, serão investidos R$ 20 milhões, sendo R$ 13 milhões da prefeitura e R$ 7 milhões do governo do estado.

A Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) ficará responsável pela fiscalização das obras. Também participam da intervenção as secretarias de Infraestrutura e Serviços Urbanos e Mobilidade e Controle Urbano.

A solenidade aconteceu às 15h, na sede da administração municipal, com a presença do prefeito Geraldo Julio.

Notícia: Com audiodescrição, cegos conheceram a nova Arena Pernambuco

Saiu no Blog da Audiodescrição, no dia 13 de maio de 2013:

Neste sábado (11), às 9h, a nova Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata -Região Metropolitana de Recife- abriu as portas para proporcionar uma experiência diferente a um grupo de sete deficientes visuais. Todos eles participaram de um programa de audiodescrição, que contou com a consultoria do funcionário da Assecom, Milton Carvalho.

Milton Carvalho

Milton tem formação em audiodescrição e já trabalhou como consultor em grandes eventos regionais, como o Festival de Inverno de Garanhuns e diversas apresentações teatrais. Ele contou um pouco sobre o trabalho desenvolvido. “A minha função é fazer uma revisão do texto que vai ser transmitido ao deficiente, as palavras precisam fazer com que o usuário imagine de forma detalhada as características do estádio, como cor das cadeiras, saídas de emergência, dentre outras”, frisou.

ARENA

A inauguração da Arena Pernambuco acontecerá no dia 20 de maio, com uma partida entre funcionários da obra. O estádio, construído para a Copa das Confederações (2013) e Copa do Mundo(2014) terá capacidade para 46.000 torcedores. O jogo entre Náutico e Sporting, de Portugal, no dia 22 de maio, será a primeira partida profissional realizada na arena.

Fonte: UNICAP

Notícia: Praia de Porto de Galinhas ganha equipamentos de acessibilidade

Notícia publicada no G1, em 10 de maio de 2013:

Projeto Praia sem Barreiras facilita o acesso de deficientes à praia.
Cadeiras anfíbias para banho de mar e passeio de jangada estão disponíveis.

O projeto Praia Sem Barreiras, que já foi implantado em Fernando de Noronha e na praia de Boa Viagem, no Recife, chegou a Porto de Galinhas, no município de Ipojuca, Litoral Sul pernambucano. A inauguração do serviço aconteceu na última quinta-feira (09) e, apesar do céu nublado, os cadeirantes puderam admirar a paisagem e tomar banho de mar, com direito a passeio de jangada, de forma mais segura e confortável.

A faixa exclusiva de acesso a pessoas com deficiência física começa na Rua da Esperança, próximo à Praça das Piscinas Naturais: primeiro, há uma rampa que dá acesso à esteira instalada na areia. Essa esteira tem 250m e está sinalizada com as cores azul e vermelha. O projeto funciona na maré baixa, de quinta a segunda-feira.

A professora aposentada Neide Luna perdeu o movimento das pernas quando criança, depois de contrair o vírus da poliomielite. Para ela, a iniciativa é apenas a primeira das muitas que estão por vir. “Eu vejo além de mim, vejo que será melhor para todos os outros. A coisa melhora e a gente pode compartilhar com todos a alegria do mar”, defende.

O projeto Praia Sem Barreiras inclui, ainda, o banho de mar. A atividade é feita com cadeiras que flutuam na água e tudo é monitorado por profissionais treinados. “Porto de Galinhas já é uma praia famosa por sua beleza e, agora, podemos oferecer lazer a todos os seus visitantes”, comentou o secretário de Turismo, Alberto Feitosa. De acordo com a Secretaria Estadual de Turismo, a próxima cidade a receber a iniciativa será Olinda.

Toda a estrutura do projeto custou cerca de R$ 250 mil, que foram pagos pela Prefeitura do município. Além da esteira e das cadeiras anfíbias para o banho de mar, quem visitar o local também pode fazer um passeio de jangada adaptada com cadeiras anfíbias e mergulho adaptado – para este último, é necessário apresentação do laudo médico considerando o interessado apto ao esporte.

Notícia: Na Zona Norte, cadeirantes são obrigados a transitar na rua por conta de carros nas calçadas

O leitor Edmar Brasil foi notícia no Blog do Jamildo, em 4 de maio de 2013. Ele denuncia a falta de respeito com cadeirantes em Recife. 

Fotos: Edmar Brasil/especial para o Blog de Jamildo

O Leitor Atento Edmar Brasil, morador do bairro da Jaqueira, na Zona Norte do Recife, tem flagrado cenas surpreendentes em sua vizinhança. Ele denuncia que na Galeria Jaqueira Park Center, na esquina da Rua Antenor Navarro com a Rua do Futuro, carros estacionados irregularmente na calçada – e com uma forcinha do proprietário da galeria – obrigam pedestres a arriscarem suas vidas na disputa pelo espaço com carros nas ruas.

E o perfil dos pedestres que transitam, ou tentam transitar, na calçada é o mais variado possível. Mais vulneráveis, idosos e crianças frequentam o Parque da Jaqueira, crianças também circulam no caminho de ida ou volta dos colégios das redondezas. E há também os cadeirantes, em especial os do NACC – Núcleo de Assistência a Crianças com Câncer.

Muitos ainda se recuperam de transplantes de medula óssea e precisam ser conduzidos pelas assistentes sociais e enfermeiras ao Parque da Jaqueira, na tentativa de evitar que tais crianças fiquem deprimidas no período pós-operatório. Acredite: ao serem obrigados a transitar na rua, tais pessoas ainda têm de ouvir buzinas desaforadas de motoristas pedindo que a cadeira seja empurrada com mais pressa.

Leia a íntegra do relato do Leitor Atento.

Estacionamento Irregular e Constrangedor

Jamildo,
     
Segue texto de e-mail enviado hoje a um conhecido lotado na Secretaria de Segurança Urbana da PCR, na tentativa do mesmo interceder junto a CTTU e DIRCON para a aplicação de medidas cabíveis contra o estacionamento da Galeria Jaqueira na Rua do Futuro, 913 – Jaqueira.

Solicito sua colaboração no sentido de publicar este e-mail e se possível, também encaminha-lo as autoridades que você tenha acesso como Jornalista.
     
Prezados,
     
Antecipadamente agradeço a atenção dispensada ao assunto pelos senhores.

Sabemos da tentativa das autoridades do trânsito em Recife de ordenar o caos que acontece nesta cidade.
 
Porém, não podemos deixar de observar e registrar a falta de respeito para com deficientes físicos, idosos e crianças que impera em alguns bairros da nossa metrópole, principalmente num bairro como a Jaqueira onde o grau de instrução dos residentes e frequentadores é considerado de alto nível.

A Rua Deputado Pedro Pires Ferreira inicia na esquina da Academia Life com a Av. Rui Barbosa e finda na esquina da Galeria Jaqueira com a Rua do Futuro, nº 913.
     
Este quarteirão é formado de um lado pelo Parque da Jaqueira com um dos seus principais portões de acesso, em frente ao Fraldário, Sanitários, Pista de Bike, da própria Administração do Parque e principalmente de acesso a Ambulâncias em atendimento a usuários no Parque da Jaqueira que, mesmo com placa de estacionamento proibido, não é respeitado por motoristas.

Ao lado do parque temos um Lava a Jato que também causa transtorno, com veículos estacionados na calçada, conforme fotos.

No outro lado da rua deste quarteirão, na esquina da Rua do Futuro, 913, está localizada a Galeria Jaqueira, cujo proprietário se baseia na premissa do poder econômico para desrespeitar leis federais, estaduais e municipais, inclusive ambientais, com o “pagamento de multas bestas”, como ele mesmo diz.
     
Este empreendimento tem a forma de um trapézio com um lado maior que o outro e recentemente fez uma reforma no seu estacionamento, aumentando no suposto lado maior o espaço para um carro e meio, o que obriga ao motorista do segundo veículo a estacionar parte do veículo na calçada de pedestres e parte na rua.

Além do fato de não poder andar na calçada, o pedestre é obrigado a disputar a metade da mão dupla da rua com os veículos em movimento que vem da Av. Rui Barbosa.


     
Saliento que é grande o número de idosos que andam no Parque da Jaqueira e o acessam pelo portão desta rua, até porque as árvores nas calçadas da Rua do Futuro em frente a Picanha impedem o trânsito de idosos pelo outro portão.
    
Também destaco que é uma área de acesso de crianças que estudam na Escola Nossa Senhora de Lourdes, nesta rua, e em outros colégios do entorno (Damas, São Luiz, etc) e AABB, que descem do ônibus no ponto da Rui Barbosa, às vezes até desacompanhadas dos pais e precisam transitar pela calçada desta Galeria.
     
E para finalizar, o desrespeito total ao ser humano pelos motoristas que estacionam na calçada desta Galeia é evidenciado ao provocar o deslocamento pelo meio de uma rua com mão dupla de CADEIRANTES do NACC (Núcleo de Assistência a Crianças com Câncer), muitos deles em fase de recuperação de transplantes de medula óssea, que são conduzidos pelas assistentes sociais e enfermeiras ao Parque da Jaqueira, na tentativa de evitar que essas crianças fiquem deprimidas no pós operatório.

É UM ABSURDO e ainda tem motorista que buzina para que a cadeira seja empurrada com maior rapidez.


     
Estamos solicitando através da boa vontade dos senhores as seguintes medidas a serem tomadas pelas autoridades competentes:
     
(1) Disponibilização de um Agente de Trânsito da CTTU na esquina da Rua do Futuro, 913, com a Rua Deputado Pedro Pires Ferreira com o intuito de coibir o estacionamento de veículos sobre calçadas e permitir o deslocamento pelas calçadas da Rua Deputado Pedro Pires Ferreira de Cadeirantes, Idosos, Crianças  e Estudantes, pelo menos nos horários de maior movimento.
     
Parece-me que no interior do Parque da Jaqueira já existe um agentes ou se for o caso, poderá ser deslocado uma dupla de agentes que já atuam na esquina da Rosa e Silva com a Rua Malaquias (Banco Itaú);
     
(2) Instalação de um Semáforo nesta esquina , até porque é um dos pontos de congestionamento da região nas primeiras horas da manhã;
     
(3) Instalação de uma câmera da CTTU para inibir possíveis tentativas de irregularidades de trânsito;
     
(4) Forçar via DIRCOM o redesenho do estacionamento da Galeria Jaqueira para permitir o estacionamento de apenas um único veículo por vaga e não um e meio.
     
Desculpem o longo texto mas, precisávamos evidenciar  os fatos não apenas com as fotos no arquivo em anexo.
     
No aguardo de providências,
Edmar Brasil.

Notícia: Palhaças e mágicos no primeiro dia do Festival Palco Giratório

Notícia publicada no JC Online, dia 03 de maio de 2013. Leia abaixo na íntegra.

Evento promovido pelo Sesc chega ao Recife nesta sexta-feira (3/5), com o espetáculo Divinas e um encontro de ilusionistas

Do JC Online

Grupo pernambucano Duas Companhias abre a programação / Renata Pires/Divulgação

Renata Pires/Divulgação

Grupo pernambucano Duas Companhias abre a programação

Os números indicam que maio será um mês movimentado nos teatros da capital pernambucana: 46 espetáculos, de 42 companhias brasileiras, formam a programação do 7º Festival Palco Giratório no Recife, além de outras atividades. O evento é promovido pelo Sesc e começa nesta sexta-feira (3/5), às 19h30, com a peça Divinas, do grupo Duas Companhias, no Teatro Barreto Júnior (em uma sessão com audiodescrição e Libras). Neste espetáculo infantil, as atrizes Fabiana Pirro, Odília Nunes e Lívia Falcão interpretam contadoras de histórias. Palhaçaria, música e poesia popular convivem nesta montagem.

Depois da apresentação do trio, tem início a primeira das atividades paralelas do festival. O encontro de mágicos pernambucanos Coquetel de ilusão faz parte da ação Cena Bacante e acontece no Centro de Articulação de Saberes Artísticos (Casa). Mr. Denis, Crispim e Montanha são os convidados da noite e Rapha Santacruz apresenta o espetáculo teatral AbraCASAbra.

O espetáculo da Duas Companhias é uma das obras reapresentadas na cidade graças ao Palco Giratório. Mas o evento, que continua até o dia 31 de maio, também traz novidades para o Recife como, por exemplo, os espetáculos Júlia – sábado (4/5), às 16h e Amor por anexins – domingo (5/5), às 16h, do Grupo de Teatro Cirquinho do Revirado (SC), encenados na área externa do Parque Dona Lindu. O primeiro conta a história de dois moradores de rua. No segundo, inspirado na obra de Arthur de Azevedo, os atores usam pernas de pau para mostrar como o rabugento Isaías tenta conquistar uma viúva com ditos populares.

Notícia: Aplicativo promete ajudar os surdos a falar ao celular

Notícia publicada no G1 no dia 02 de abril de 2013:

Aplicativo oferece um dicionário de português para libras gratuitamente.
Nesta primeira fase, a tecnologia está disponível somente para android.

Um aplicativo que promete melhorar a comunicação de surdos foi lançado nesta terça-feira (2), como mostrou o SPTV. A ideia de criar o aplicativo chamado Prodeaf Móvel, foi de um grupo de ex-alunos da Universidade Federal de Pernambuco, que conviveu com pessoas surdas e mudas e notava a dificuldade de comunicação que elas tinham. O objetivo é ajudar os surdos a falar ao celular.

O aplicativo oferece um dicionário de português para libras (Língua Brasileira de Sinais) e, por meio de reconhecimento de voz, uma espécie de avatar faz a tradução para libras. É possível  também digitar uma sentença em português e acompanhar a devida tradução em libras.

Hoje, a prática de libras já alcança mais de cinco milhões de brasileiros. Segundo dados divulgados pelo IBGE, com base no Censo Demográfico 2010, mais de 9,7 milhões de brasileiros têm deficiência auditiva. Dentre estas, mais de 2,1 milhões de habitantes são surdos ou têm deficiência auditiva severa.

Nesta primeira fase, a tecnologia do aplicativo está disponível para Android. Clique aqui para baixar o aplicativo gratuitamente.

Notícia: Filme da REC Produtores ganha recurso de áudio-descrição

No dia 11 de março de 2013 foi dado um importante passo na produção cinematográfica pernambucana. O filme Era uma vez eu, Verônica, dirigido por Marcelo Gomes e produzido pela REC Produtores, contou com o recurso de Audiodescrição (sic) em sessão gratuita no cinema São Luiz (Recife – PE). É a primeira vez em que um longa-metragem do estado de Pernambuco recebe tradução visual e é exibido abertamente ao público.

Momentos antes do início da sessão

Momentos antes do início da sessão

A iniciativa da REC Produtores e Fundarpe/Governo de Pernambuco ganhou força com o apoio do Professor Francisco Lima, adjunto da Universidade Federal de Pernambuco e fundador do Centro de Estudos Inclusivos desta mesma instituição, que assessorou todo o trabalho. “Ter um filme pernambucano com Audiodescrição nos cinemas de Recife pode ser um pequeno passo para a inclusão das centenas de milhares de pessoas com deficiência visual, em nosso Estado, mas é, certamente, um passo gigante contra a exclusão comunicacional que impera no circuito fílmico comercial”, diz Francisco Lima.

Francisco Lima e Chico Ribeiro (REC Produtores Associados)

Francisco Lima e Chico Ribeiro (REC Produtores Associados)

Com prêmios acumulados em festivais nacionais e internacionais, o Era uma vez eu, Verônica recebeu o troféu Vagalume de Melhor Filme concedido por pessoas com deficiência visual integrantes do Projeto Cinema para Cegos, no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (Set/2012), onde todos os longas em competição foram exibidos sem o recurso da tradução visual.

O filme, que tem o patrocínio da Petrobras, BNDES, Neoenergia, e Fundarpe/Governo de Pernambuco, foi tão bem recebido em sua primeira sessão com audiodescrição, que devido ao expressivo retorno do público, e ciência dos produtores em ampliar o seu acesso, terá nova sessão com audiodescrição, novamente no cinema São Luiz, a se realizar dia 08 de abril (segunda-feira), às 15 horas.

ProDeaf

Lançamento oficial aconteceu esta terça para Android. Estão previstas versões para iOS e Windows Phone

Foi lançado oficialmente nesta terça (2) o aplicativo ProDeaf, criado para facilitar a comunicação de pessoas com deficiência auditiva. O app foi desenvolvido pela empresa pernambucana Proativa Soluções, que faz parte do Porto Digital.

O aplicativo reconhece frases e palavras ditas em português e traduz para os sinais correspondentes na linguagem brasileira de sinais. Tudo é feito com a ajuda de um personagem virtual. O aplicativo já pode ser baixado gratuitamente em sua versão Android. Semana que vem será lançado para iOS e Windows Phone.

O ProDeaf chamou atenção no último Campus Party Recife, quando foi apresentado ao grande público. O app foi criado por estudantes do curso de ciência da computação da UFPE e foi o segundo colocado no Imagine Cup 2011, promovido pela Microsoft. Na trajetória antes do lançamento hoje, a startup ainda contou com apoio da Wayra, aceleradora da Telefônica e do CNPQ. Ao todo, foram investidos R$ 500 mil.

No ano passado, eles fecharam uma parceria com o Bradesco Seguros para adaptar todo o site para Libras (linguagem brasileira de sinais). Veja abaixo uma entrevista feita durante a Campus Party.

O projeto ProDeaf tem como principal objetivo quebrar a barreira de comunicação entre surdos e ouvintes, traduzindo o português em Libras e vice-versa.

Noticia publicada no NE10, dia 02/04/2013.

Noticia: Empresa pernambucana lança aplicativo para facilitar comunicação entre surdos

Notícia: Paixão de Cristo terá audiodescrição e libras em 5 cidades

Li no Blog da Audiodescrição:

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSDH) realiza durante a Semana Santa a “Paixão por Direitos Humanos”. O projeto tem o intuito de promover acessibilidade nos principais espetáculos da Paixão de Cristo de Pernambuco. Além disso, técnicos da assistência social da pasta farão panfletagem e sensibilização com foco na prevenção ao abuso e exploração de crianças e adolescentes e trabalho infantil.

Pela terceira vez a encenação teatral de Fazenda Nova, em Brejo da Madre de Deus, terá acessibilidade para as pessoas com deficiência. Durante os espetáculos dos dias 21 e 22 de março, intérpretes de Libras e áudio descritores estarão possibilitando o entendimento para os surdos e pessoas com deficiência visual a compreenderem a trajetória de Jesus Cristo.

O município de Moreno, este ano, também será contemplado com áudio descrição e Libras. Na primeira noite do espetáculo intitulado “Em Moreno também se Vive uma Paixão”, no dia 28 de março, haverá acessibilidade para as pessoas com deficiência, além de equipe socioeducativa da SEDSDH.

Outros três municípios também promoverão acessibilidade, entre eles Recife e Olinda atenderão os surdos durante sua apresentação do dia 27 de março, disponibilizando intérpretes de Libras e apoio qualificado para as pessoas com deficiência durante todo o espetáculo. Garanhuns também promoverá acessibilidade com intérprete de Libras durante à noite de quinta-feira, dia 28.

Fonte: Portal InterJornal de Notícias

Notícia: Eduardo entrega arena de acessibilidade na Praia de Boa Viagem

Notícia publicada no site do Governo de Pernambuco, no dia 17 de março de 2013. Leia abaixo na íntegra:

 

Depois de garantir segurança por terra, mar e ar às praias do Recife há menos de um mês, o governador Eduardo Campos voltou à Praia de Boa Viagem para lançar, neste domingo (17/03), o projeto de acessibilidade Praia sem Barreiras. Voltada para pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida, a iniciativa ganhou uma arena de acessibilidade, que fica localizada em frente ao Internacional Palace Hotel, próxima ao novo posto do Corpo de Bombeiros, inaugurado no dia 22 de fevereiro. O equipamento vai funcionar de quinta a domingo, das 8h às 12h.A partir de agora, os visitantes locais e turistas poderão desfrutar de uma esteira de acesso ao mar com 30 metros de comprimento, seis cadeiras anfíbias, três piscinas para o lazer de crianças, uma quadra para a atividade esportiva de vôlei sentado, tenda de fisioterapia e enfermagem, além do banho assistido. Ao lado do prefeito Geraldo Julio, Eduardo jogou uma partida de vôlei sentado, assistiu ao banho dos primeiros voluntários e ouviu as impressões dos deficientes e familiares sobre a iniciativa.foto1

foto2

Ressaltando a parceria do Governo do Estado com a Prefeitura do Recife e a Uninassau, Eduardo convidou todos a vir conhecer o projeto Praia sem Barreiras. “Estamos garantindo um direito à acessibilidade que estava sendo limitado há anos. A partir daqui, queremos ir para outras belas praias para imprimir essa marca e dizer pode vir pra cá, porque aqui tem um valor, um princípio, que é a união entre a sociedade civil, as empresas privadas e o Governo, para proporcionar a felicidade não apenas aos cadeirantes que estão indo tomar o banho de mar, mas também de famílias inteiras e amigos”, constatou.

Durante o projeto, 21 estudantes dos cursos de Fisioterapia, Educação Física, Enfermagem e Turismo da Uninassau passaram por oficinas de capacitação e serão os responsáveis pelo trabalho de assistência. Já para facilitar o acesso à arena de acessibilidade, a Prefeitura do Recife criou uma rota acessível, que tem início na parada de ônibus da Avenida Conselheiro Aguiar, seguindo pela Rua Bruno Veloso, até a orla de Boa Viagem. O projeto Praia sem Barreiras já está funcionando desde janeiro no Arquipélago de Fernando de Noronha. Os próximos destinos que receberão o projeto são as praias de Porto de Galinhas e Itamaracá.

foto3

Há 16 anos portadora de lesão medular, Vitória Muniz, 59, estava esse mesmo tempo longe da praia. Ela aprovou a iniciativa. “O Governo pensou em cada detalhe, desde a chegada até o banho do mar. Às vezes, ficava deprimida porque passava os domingos sozinha em casa. Agora, fico confortável, tranquila e, principalmente, feliz em poder  acompanhar minha filha também na praia”, comemorou Vitória.